Bem-Vindo - Baralho de Tarot da Maria Padilha

Tarot - Baralho da Maria Padilha


Baralho Maria PadilhaMaria desceu de uma estrela e pairou sobre mar.
Foi assim que a vi pela primeira vez.
Ela passou as mãos em suas longas saias e logo estas se fizeram em vários tons e nuances do Azul do Mar.
Seus olhos pousaram sobre os meus, como num cumprimento milenar e rimos uma da outra!
Éramos, eu e ela, como as notas de uma mesma canção!
Ora Maria era Verão, ora Outono, ora Sentimento, ora Emoção.
Logo, Maria fez um gesto largo e o mar secou inteiro, se tornando mata virgem, onde o silêncio espreitava e enlevava a alma.
Pude ‘ver' por entre as árvores, milhares de seres que abriram mão de regalias e de muitos merecimentos já adquiridos,
para ali estarem a ‘vibrar' pela Paz e pela Harmonia do planeta.
De seus espíritos jorravam muitos fachos de poderosa e sublime luz!
Novamente ela ergueu seus braços e, num suave movimento das mãos, fez surgir uma clareira,
onde colocou enormes poças d'água, sendo que algumas delas, cheias de águas pútridas.
Logo, o céu fundiu-se com a Terra e as Estrelas que rutilavam nele, passaram a rebrilhar nas poças d'água,
fazendo-me perder a noção do que era Céu, Terra, Brilho ou Escuridão.
Maria pediu-me, então, que lhe dissesse onde estavam as poças com as águas pútridas e eu, emocionadíssima com aquele espetáculo de luzes, não consegui responder-lhe!
Tudo ali era Alquimia e Transformação! Para onde quer que eu olhasse, podia ver o Universo a pulsar diante dos meus miseráveis sentidos!
Ela me disse que a Luz está sempre em todos os lugares, nas mansões ou nos casebres, nos lugares asseados ou nos lodaçais infectos!
Maria foi até uma das poças d'água e com as duas mãos, jogou água para o alto, espalhando-a sobre todo aquele cenário criado por ela.
Quando a água que ela jogou para o ar tocou o solo, este tornou-se novamente Mar.
Maria sorriu em sinal de despedida, caminhou por sobre algumas ondas e desapareceu na linha que divide a Terra do Céu!
Maria é Mar iluminado pela luz da Lua Cheia e estrada permeada por violetas azuis, mescladas com o amarelo vivo dos girassóis!
O Nome de Maria – Eliane Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria vivia no mundo dos sonhos, acendendo as luzes de Universos paralelos. Ela colocava a Lua no céu e trazia as Estrelas para mais perto da Terra quando a vi pela primeira vez. Ela sorriu ao notar que eu a vira e com um delicado gesto fez surgir uma bolha de sabão em sua mão direita que tinha o exato formato do Planeta Terra, com todos os seus Continentes e profundos mares azuis.
Sorrindo, ela a soprou delicadamente, para que ela flutuasse lindamente no Céu azul, reluzindo sob a dourada luz do Sol! Todos nós que pudemos assistir a este espetáculo maravilhoso nos sentimos imensamente felizes!
Logo, ela sacudiu as saias de seu vestido feito de nuvens, fez surgir flores de todas as cores e colocou-as junto às veredas, só para alegrar aos que por ali passassem.
Certo dia, o Senhor do Si a chamou e ela caminhou por sobre as mansas águas do Mar até lá junto a linha do horizonte. Ele, então, a reteve sob as Suas brancas asas e a levou para o Seu divino Reino.
Tempos depois, Maria retornou e pudemos vê-la caminhar, feliz!, por sobre as águas do Mar.
Ela se tornou, então, Maria do Mar que recebia em suas mansas águas o Sol, a Lua, as Estrelas e, também, todo o Universo!
Hoje, Maria é a Luz que guia os navegantes nas noites escuras de tempestade e é a Esperança de um dia voltar, que permeia o coração de todos aqueles que se perderam no Mar!
O Nome de Maria - E.Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria acabara de descer de uma estrela, quando o Sol estava nascendo no horizonte.
Ela se acostumara ao Silêncio e ao Ser e, por isso, visitava a terra sempre nas primeiras horas da manhã.

E, sempre que podia, ela pairava no Universo e zelava pelo brilho das noites de inverno, para que os viajantes não se assustassem ou se perdessem na escuridão.

Maria é a suavidade dos primeiros raios de Sol que tocam a Terra nas manhãs primaveris e a benção que envolve o maravilhoso brilho da lua nas Noites invernais!


O Nome de Maria - E.Arthman






Baralho Maria PadilhaMaria caminhou através da noite escura de sua alma, agoniada e pensativa...
Ela voltara a ter reflexo, idade, nome, passado e identidade!
Desacostumara de ser “humana”, depois de milênios manifestada como “energia”!
Não poderia mais ficar impune, justificada por sua própria ignorância, imunizada contra as guerras que se travavam entre o certo e o errado, entre a razão e a loucura!

Silenciosa ela assistiu suas milhares de manifestações no corpo físico, nas quais fora de “vilãs” à “mocinhas” virginais!

Maria concluiu, então, que submeter-se à vida e ao corpo, era prova de coragem e de obediência para todos os seres da Criação, num sagrado exercício de humildade!
Ela aceitou, feliz, sua atual condição energética, na qual trajava-se nas cores vermelha e negra, sem obrigar-se a ser discreta e tímida!

Maria trabalhava em nome do Senhor do Amor, que lhe iluminava e instruía o coração e a doce presença d'Ele envolvia, de forma singela e sutil, a todos os que se consultavam com Maria, no Centro Espírita onde ela se manifestava.

Felizes, todos sentiam que seus corações pulsavam na mesma sintonia do grande Ser e que o Seu sagrado coração, que rege o Universo, pulsava, delicadamente, no peito de todos eles! E, assim, anônimamente, se espalhava pelo mundo, numa fulgurante ciranda de Luz e de Amor!
O Nome de maria – E.Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria caminhou pelo roseiral, até a linha que divide a Terra do céu e subiu pelos degraus de brumas, que ficara a tecer a noite inteira.
Lá no topo, junto ao Infinito, a Senhora dos Cabelos ao Vento a aguardava.
Sua radiosa face era ornada por uma coroa de águas azuis, cercada por brancas espumas do mar.
Numa de Suas mãos corria um rio de águas límpidas e na outra o planeta Terra girava graciosam ente,
na forma de um brilhante globo azul e branco.
Maria beijou as luminescentes vestes da Senhora e escutou-a falar durante horas, num idioma que só os que estivessem num estado alterado de consciência poderiam entender.
Logo, o Céu fundiu-se com o Mar e uma terrível tempestade se formou!
Sem abalar-se, Maria enfrentou os ventos, pois havia aprendido a doutrinar as tormentas, naquelas poucas horas em que estivera a ouvir a Senhora dos Cabelos ao Vento.
Caminhando por sobre as águas do mar, vi Maria pela última vez naquela noite memorável, que está oculta, até hoje, nas dobras do grande Mistério que envolve o Tempo, ao qual chamamos de Eternidade!
O Nome de Maria – E.Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria é o murmúrio do vento passando pelas frestas das montanhas!
Foi lá que a vi pela primeira vez, há milênios atrás, quando me ensinou a amar o Sol, pois Deus era nele!
Maria dominava os elementos da Natureza e vivia no seio da
Primeira, Segunda e Terceira Pessoas da trindade, como se isso fosse muito natural!
Naquele tempo, ela me mostrou como dominar a força dos mares e dos ventos!
Maria vivia em Eterna graça e levou-me para um Paraíso,
onde aprendi a arte do Silêncio e do Ser!
Eu e ela somos como uma só estrada, como notas de uma mesma canção ou como as folhas de uma mesma árvore!
Maria é Mar iluminado pela luz da Lua Cheia e estrada permeada por violetas azuis, mescladas com o amarelo vivo dos girassóis!

O Nome de maria – E.Arthman





Maria caminhava por sobre as águas do Mar,quando a vi pela primeira vez.
Ela riu da minha perplexidade e desapareceu na Tempesdade.
Nesse Tempo, para alegrar os viajantes, ela tecia o gramado das pradarias e adorava ver as crianças a sorrir e a rolar sobre ele!
Baralho Maria PadilhaEla tingia o Céu de azul e o Sol com um tom de amarelo fulgurante, para depois enfeitá-los com nuvens bem branquinhas. Com isso, todos os corações transbordavam de alegria!
Quando ela desenhou seu nome na areia da praia, a mulher dos cabelos de alga surgiu e a levou para o mar profundo para ensiná-la a respirar através da alma!
Hoje as estradas por onde anda Maria são lavadas pelas doces águas dos rios e refletem a emoção de todos os amores. O mar a acompanha, compondo maviosa canção, com o murmúrio das vozes do Vento!
Maria conhece o Alfa e o ômega, mas ousa enxergar além das estrelas!
Ela é Luz, é Brisa Mansa e Lua Cheia a clarear de Prata o profundo Portal do Infinito!
O Nome de Maria – E.Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria é o fogo que arde e transmuta as paisagens!
Ela era aquela que há milênios soltava os pássaros de suas gaiolas não tolerando as correntes ou as prisões!
Maria perfumava a brisa matinal e cuidava para que o Mar jamais transbordasse após os temporais!
Ela esculpia as montanhas e cobria de musgo macio as planícies, para que os viajantes pudessem descansar sobre elas.
Maria era o rio, era as veredas cobertas de flores de todas as cores e era o mavioso canto dos pássaros canoros que alegrava as matas nas manhãs escuras!
Maria é a simplicidade da exuberância das coisas belas, é a energia das ondas que quebram nas pedras e o vento forte que afasta a Tempestade!
Maria é como o belo vôo das aves migratórias que rumam em direção ao desconhecido, para bem longe das mesmices!
O Nome de Maria – E. Arthman





Baralho Maria PadilhaMaria caminhava pelas veredas iluminadas por um sol primaveril, quando a vi pela primeira vez!
Seus olhos refletiam a beleza do Universo e seu corpo continha o brilho das estrelas...
Ela encantava a mata com o sussurro de sua voz doce e vibrante e coloria suas próprias roupas com o tom de todas as flores, só para se parecer com elas.
Um dia ela caminhou por sobre as mansas águas do rio e desapa receu na linha do horizonte, quando o brilho amarelo da lua cheia pairava no céu.
Toda a mata prendeu a respiração! Para onde fora aquela que enchia de graça e de luz toda a floresta?
Certo dia, quando o sol começava a se espraiar por sobre a Terra, Maria pousou delicadamente no rio, enchendo todos os corações da mais completa alegria!
Maria é Luz, é Raio, Estrela e Luar!
Ela é água doce iluminada pelo brilho da lua Cheia e é estrada permeada por violetas azuis, mescladas pelo vermelho vivo dos roseirais!
O Nome de Maria - E.Arthman
maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha rainha do cabaré, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, maria padilha, pombagira maria padilha, pomba gira maria padilha, pombagira maria padilha do cemitério, história maria padilha, história pombagira maria padilha, maria padilha pombagira, exu maria padilha, maria padilha nua, maria mulambo maria padilha frente, maria padilha umbanda, oração maria padilha, ponto de maria padilha, pombagira maria padilha das almas, maria padilha das zete encruzilhadas, maria padilha das 7 encruzilhadas, tarot
LogoLogoLogoLogoLogoLogo

>baralho maria padilha o jogo de carta da cartomante maria padilha das almas tambm conhecida como cigana maria padilha.Baralho Maria Padilha http://www.baralhomariapadilha.com.br
.

.